You are currently viewing Nutrição X Síndrome do Ovário Policístico
This is the image description

Nutrição X Síndrome do Ovário Policístico

MATERIAL PARA POSTAGEM EM FEED

NUTRIÇÃO X SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS

Elaborado pela nutricionista Daniele Araújo Guimarães

Instagram: @danieleguimaraess

 

A Síndrome dos Ovário policísticos (SOP) é ​​uma doença endócrina e metabólica. É encontrada em cerca de 5% a 10% das mulheres em idade reprodutiva. As mulheres com SOP podem apresentar, isoladamente ou todos os critérios juntos, disfunção ovulatória, menstruação alterada, hiperandrogenismo e pequenos cistos ovarianos em um ou ambos os ovários, que podem afetar a fertilidade. SOP pode estar associada a outras doenças ou situações comuns, como resistência à insulina (encontrada na maioria das mulheres com SOP), obesidade, diabetes tipo 2, hipertensão, câncer endometrial.

A alimentação e o estilo de vida têm impacto na patogênese, prevenção e no tratamento da SOP. A conduta nutricional tem o objetivo de reduzir a resistência à insulina, hiperandrogenismo e a disfunção reprodutiva.

Considerando a associação da SOP com obesidade e resistência à insulina, é importante  a perda de peso e/ou perda de porcentagem de gordura em algumas mulheres com SOP. A prática de atividade física é essencial em associação a alimentação adequada.

Estratégias nutricionais na SOP:

  • Diminuição da ingestão de alimentos com alto índice glicêmico como pão branco com farinhas refinadas, alimentos industrializados como biscoitos e bolachas. A dieta com menor teor em carboidratos está correlacionada com um menor risco de doenças metabólicas, incluindo resistência à insulina, diabetes tipo 2 e obesidade, juntamente com um menor risco de distúrbios reprodutivos.
  • Diminuição da ingestão de gorduras saturadas, encontradas em manteiga, gorduras das carnes, creme de leite.
  • Aumento de ingestão de ômega 3, encontrado em peixes (arenque, sardinha, atum), semente de linhaça e semente de chia. Importante ressaltar que em alguns casos a suplementação será necessária e deve ser feita exclusivamente por um profissional.
  • Inclusão de chá verde, rico em antioxidantes; e o resveratrol, encontrado principalmente na casca de uvas, melhoram a sensibilidade à insulina e regulam os níveis de testosterona.
  • Muitos micronutrientes participam da função reprodutiva e são importantes na patogênese da SOP. Importante o Consumo adequado de vitaminas e minerais como cromo (brócolis, alho seco, uva vermelha), cálcio (amêndoa, aveia, couve, queijo, iogurte), magnésio (abacate, nozes, sementes de abóbora), zinco (carnes, frutos do mar, amendoim, amêndoa), selênio (castanha do pará), vitamina D (ovo, peixes, leite, cogumelo). Importante ressaltar que em alguns casos a suplementação será necessária e deve ser feita exclusivamente por um profissional.

SOP é uma doença complexa, multicausal, que impacta diretamente na vida da maioria das mulheres, seja física ou psicologicamente. A nutrição atua proporcionando melhor qualidade de vida e contribuindo para controle de causas e sintomas relacionados à SOP.

 

#sindromedosovariospolicisticos #SOP #PCOS #resistenciaainsulina

Deixe uma resposta