Precisa de ajuda?

(62) 9 8477-2963

Entre em contato:

comercial@institutolg.com.br

5 dicas para estimular o leite materno

O leite materno é o alimento mais importante que os bebês têm em seus primeiros meses de vida, pelo seu grande valor nutricional. Assim, além de ajudar com o sistema imunológico, ele também ajuda a prevenir certos tipos de câncer, evita diarreias e afasta infecções etc.

Além disso, ajuda com o mais importante: o ato de dar de mamar estreita a ligação entre mãe e filho. 

No entanto, muitas mães enfrentam o problema de pouca produção de leite. Para evitar isso, procuram maneiras de aumentar a produção de leite materno.

Há algumas formas de fazer isso, separamos cinco delas. Além disso, também apontamos alguns fatores que podem atrapalhar na produção de leite materno. 

Acompanhe!

Conheça 5 hábitos que podem aumentar a produção de leite materno

  • Beber bastante água
  • Manter uma alimentação saudável
  • Manter o equilíbrio emocional
  • Amamentar com frequência
  • Buscar um consultor de amamentação

 1- Beber bastante água

É importante que as mães se mantenham sempre hidratadas. Por isso, a recomendação é de 3 a 4 litros de água por dia. Além disso, é importante beber um copo de água, chá ou suco antes e depois de dar de mamar.

 2 – Manter uma alimentação saudável

Uma alimentação saudável e balanceada é fundamental em qualquer etapa da vida, imagine então nessa fase em que a mãe está produzindo o alimento para seu filho. 

Então, durante esse período, é essencial o consumo de alimentos saudáveis e bastante frutas, legumes e proteínas. 

3 – Manter o equilíbrio emocional

Cuidar da saúde mental e das emoções é fundamental para quem amamenta. Qualquer condição que comprometa o equilíbrio mental e emocional e o bem-estar da lactante, como estresse, tensão, cansaço, dores, ansiedade e preocupações, compromete também a produção do seu leite. 

4 – Amamentar com frequência

O bebê deve querer mamar, em média, de 8 a 12 vezes por dia. Assim, as mamadas frequentes e a retirada com bombinha nos intervalos das amamentações podem estimular a produção de mais leite.

5 – Buscar um consultor de amamentação

Um profissional especializado em nutrição e aleitamento materno pode ajudar bastante a lactante que está com pouca produção de leite. Ele dará dicas e orientações sobre o que fazer para aumentar o leite. Além disso, também aconselhará sobre outros problemas relacionados à rotina de amamentação. 

problemas de amamentação - mulher amamentando filho novo

Fatores que podem atrapalhar a produção de leite materno

A produção de leite materno pode ser afetada por alguns fatores relacionados a atitudes da lactante. Listamos alguns deles. Confira.

Atitudes que podem prejudicar a produção de leite materno

Consumo de álcool

Quem nunca ouviu que beber cerveja preta aumenta a produção de leite? Pois é, acontece que isso não procede. 

A cerveja preta, assim como qualquer outra bebida alcoólica, atrapalha. Além disso, o consumo de álcool, pode alterar o gosto do leite, deixar o bebê sonolento. Isso pode diminuir o número de mamadas, diminuindo a produção do leite. 

Pega incorreta e posição desconfortável

A pega é um fator importante em relação à produção de leite. Ela tem um papel fundamental, considerando que uma boa pega favorece o esvaziamento da mama. Além disso, provoca a produção de mais leite. 

No entanto, também não adianta uma boa pega ou a posição correta, se não existe o conforto. Por isso, a amamentação deve acontecer em um lugar agradável e confortável. A solução é encontrar uma posição que permita relaxar os ombros.

Uso de anticoncepcional comum

Os anticoncepcionais comuns podem inibir a produção de leite, por serem à base de estrogênio, hormônio responsável por isso. Assim, as mais recomendadas para as mulheres em fase de amamentação são aquelas à base de progestagênio. É um tipo de progesterona sintética também conhecido como progestina. 

Por fim, vimos que é preciso ter todos os cuidados necessários para que a amamentação seja uma experiência ótima para mãe e bebê. Também para que seja possível amamentar durante o período recomendado. 

Além de todas essas dicas, a última recomendação: sempre que tiver uma dúvida, procure um profissional para esclarecê-las.

E por falar em ajuda profissional, o Instituto LG, em parceria com a PUC Goiás, oferece um  curso de especialização na área. Falamos da Pós-graduação em Nutrição Materno-infantil com Ênfase em Aleitamento Materno.

A certificação é feita pela PUC Goiás, uma das instituições de ensino superior mais renomadas do país.

Para mais informações, entre em contato conosco.

Comente e compartilhe o post em suas redes sociais!

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos:

Categorias

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nosso site e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo nosso site, você autoriza NOME DO SITE a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.