Precisa de ajuda?

(62) 9 8477-2963

Entre em contato:

comercial@institutolg.com.br

Amamentação continuada: até que idade amamentar a criança?

A amamentação continuada é tema frequentemente de discussão porque traz um questionamento importante que nem toda mulher sabe: até que idade é aconselhável amamentar o filho.

Para dar uma base sobre esse assunto, elaboramos este artigo com todas as informações importantes sobre o que é recomendado sobre aleitamento materno e as orientações sobre amamentação continuada.

Acompanhe e saiba mais!

A amamentação continuada

Antes de falarmos sobre amamentação continuada, é preciso reforçar a recomendação sobre o tempo de amamentação.

A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é a amamentação exclusiva até os seis meses de idade da criança.

Assim, nesse período, não é indicado nenhum outro tipo de alimento além do leite materno, nem mesmo água, sucos ou chás.

O leite materno é suficiente para a alimentação adequada do bebê, assim como da hidratação.

O que é amamentação continuada

A amamentação continuada é a que se estende após os seis meses da criança até, aproximadamente, os dois anos de idade. Além disso, é também recomendada pela OMS.

A diferença é que após os seis meses, começa a introdução de outros alimentos, de acordo com o que o médico pediatra orientar.

Benefícios da amamentação continuada

A amamentação continuada promove muitos benefícios.

Segundo a UNICEF, até o segundo ano de vida ou mais, o leite materno continua ajudando a prevenir doenças, pois fortalece o sistema imunológico e também é uma uma fonte de energia, proteína, ferro e vitamina A.

Além disso, quanto mais tarde for introduzido o leite de vaca, menores são as chances de a criança apresentar reações alérgicas.

Outros benefícios são:

  • proteção contra infecções respiratórias;
  • melhor nutrição;
  • redução de chances de obesidade;
  • favorecimento da capacidade cognitiva;
  • melhor desenvolvimento da cavidade bucal;
  • diminuição do risco de hipertensão, diabetes e colesterol alto.

É indicado amamentar após 2 anos?

Nem a OMS, nem outras instituições como a UNICEF ou o Ministério da Saúde, impõem limite para que a amamentação continuada pare após os 2 anos.

No entanto, há a questão cultural, carregada de tabus e preconceito, além de julgamentos.

É importante salientar que os benefícios não acabam após a criança completar dois anos de idade. A argumentação que o leite “vira água” não é válida.

Além disso, continuar amamentando não deve ser considerado um desleixo da mãe, como se fosse falta de esforço para introduzir comida na alimentação da criança.

O que é amamentação prolongada?

Amamentação prolongada é uma outra nomenclatura utilizada para a amamentação continuada. No entanto, este último é o termo correto a ser usado.

Sendo assim, lembre-se disso cada vez que ouvir ou ler sobre amamentação prolongada e se policie a utilizar o certo: continuada.

Campanhas e estatísticas sobre amamentação

No Brasil, nas últimas quatro décadas têm sido desenvolvidas campanhas de incentivo à amamentação.

Nesse período, os índices de aleitamento têm apresentado resultados positivos. O aleitamento para crianças com menos de quatro anos passou de 4,7% em 1986 a 60% em 2020.

A importância do aleitamento materno

Tudo que falamos ao longo do texto reforça a importância do aleitamento materno, inclusive, a amamentação continuada.

Apesar de ter sido esse o foco do nosso post, queremos ressaltar também a importância da nutrição materno-fetal nesse contexto.

Da mesma forma, a formação de profissionais de saúde para ajudar mães e futuras mamães no sentido de conscientizar e também no aspecto prático da amamentação, com cuidados, dicas e todo tipo de ajuda necessária.

Pensando nesse cenário, o Instituto LG, em parceria com a PUC Goiás, oferece um  curso de especialização na área, a Pós-graduação em Nutrição Materno-infantil com Ênfase em Aleitamento Materno.

Inclusive, a certificação é feita pela PUC Goiás, uma das instituições de ensino superior mais renomadas do país!

Esperamos que tenha gostado do artigo de hoje e que nossas informações tenham sido úteis.

Comente e compartilhe o post em suas redes sociais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos:

Categorias

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nosso site e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo nosso site, você autoriza NOME DO SITE a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.