Precisa de ajuda?

(62) 9 8477-2963

Entre em contato:

comercial@institutolg.com.br

Nutrição materno infantil: os cuidados nas diferentes fases de crescimento

nutrição materno infantil - criança comendo brócolis

As diferentes fases do crescimento durante a infância exigem orientações alimentares específicas, pois as crianças vão desenvolvendo novas necessidades energéticas e nutricionais com o passar dos anos. 

As nomenclaturas das fases podem ter pequenas variações, mas as orientações gerais são comuns a todas as intitulações. 

Porém, vale ressaltar que cada criança possui uma necessidade nutricional específica, por isso, todo o seu período de desenvolvimento na infância deve ser feito com acompanhamento de profissionais capacitados para suprir devidamente essas necessidades, ajudando na prevenção de doenças e distúrbios tanto na infância quanto na vida adulta. 

Diferentes fases de crescimento

Até os 2 anos de idade

Inicialmente, a alimentação do bebê deve idealmente ser feita exclusivamente através do leite materno. Após cerca de 6 meses de vida, inicia-se o período da introdução alimentar, que, combinado ao aleitamento, dura até por volta dos 2 anos de idade. Após, as crianças passam a ter diferentes necessidades nutricionais.

Dos 2 aos 7 anos de idade

 Após os dois anos, até por volta dos 7, inicia-se uma fase que é comumente conhecida como pré-escolar. Nessa etapa, a criança começa a elaborar o padrão alimentar que terá no futuro, pois, através dos sentidos, ela começa a desenvolver os seus gostos por certos alimentos, levando em consideração sabores, cheiros, texturas e até aparência. 

O principal objetivo da nutrição nessa fase do desenvolvimento infantil é o ganho de peso, pois é uma fase de estruturação do crescimento. Por isso, a necessidade de consumo energético é maior.

Dos 7 aos 12 anos de idade

 Após a fase pré-escolar, tem início a fase escolar, que compreende geralmente o período entre os 7 e os 10 ou 12 anos de idade. Nessa fase, o cardápio do filho já está praticamente todo adaptado à dieta da família. 

A criança também passa por um período de crescimento intenso, então sua necessidade energética é elevada, até pelo início das atividades físicas e mentais de maior intensidade, que exigem maior esforço. Esse aumento do gasto de energia é a razão pela qual se observa também um aumento de apetite. 

Naturalmente, após a fase escolar, inicia-se a fase da adolescência, que se estende até se atingir definitivamente a vida adulta. A adolescência se caracteriza por ser uma fase de grandes mudanças no desenvolvimento humano. 

A estrutura física se modifica bastante, tanto pelo crescimento contínuo quanto pelo período da puberdade. Por isso, a necessidade nutricional também se modifica, e o atendimento por parte do nutricionista vai ficando cada vez mais personalizado, de acordo com o desenvolvimento do metabolismo de cada um.

Capacite-se em Nutrição Materno-Infantil

O Instituto LG, em parceria com a PUC Goiás, oferece um  curso de especialização na área, a Pós-graduação em Nutrição Materno-infantil com Ênfase em Aleitamento Materno.

É a oportunidade que você esperava para se especializar! A certificação é pela PUC Goiás.

Comente e compartilhe o post em suas redes sociais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos:

Categorias

Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nosso site e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo nosso site, você autoriza NOME DO SITE a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas, acesse nossa Política de Privacidade.